Segunda, 13 Agosto 2018 18:02

FRACASSO

Escrito por
Avalie este item
(14 votos)

FRACASSO

“Então Jesus orientou-os: Lançai a rede do lado direito do barco e encontrareis” (Jo 21.6)

 

O contexto deste versículo está na aparição de Jesus a sete discípulos que pescavam no mar de Tiberíades, depois da crucificação, morte e ressureição de Cristo. Fisicamente, Cristo não estava mais com eles e pode-se conjeturar que aqueles homens teriam perdido a visão do Mestre, quando retornaram às atividades de outrora (Jo 21.1-11).

Percebe-se nos dias atuais certo comodismo das pessoas em permanecerem numa situação que não lhes traz resultados satisfatórios. Comum às pessoas entrarem num processo de intensa angústia e até mesmo num quadro de profunda depressão, tudo por não entenderem que o momento que estão vivendo exige mudança, e mudança o quanto antes. A realidade mostra que essas pessoas até reconhecem o seu sofrimento, sabem a causa e origem de tudo, mas vão minando suas energias e não saem do lugar. Noutras palavras, elas não evoluem e nem progridem. Pense nisso!

Os discípulos estavam pescando no Mar de Tiberíades, ambiente que eles conheciam bem, talvez tivessem crescido nas imediações, seus pais viveram sempre por ali, e pode-se até conjeturar que eles tinham experiências de pesca mais que suficiente para a pescaria ser um sucesso. Não havia como dar errado, todos eles dominavam o negócio.

Durante o tempo em que estes discípulos estiveram acompanhando Cristo, certamente que eles presenciaram muitos milagres, muitas curas, viram pessoas serem transformadas e agora, como num passe de mágica, tudo havia desaparecido. Tinham vivido experiências sobrenaturais inclusive eles próprios saíram para operar sinais e maravilhas, mediante o poder e virtude que Cristo lhes concedera (Lc 9.6-10).

Veja que nem sempre as pessoas querem mudar. Paira na mente delas, um pensamento dominante, uma crença arraigada que mesmo não conseguindo atingir seus objetivos, quer sejam materiais ou espirituais, a modificação não vai dar certo, e assim é melhor permanecer do jeito que está. Parece haver uma barreira que bloqueia a mente humana em operacionalizar a transformação e é justamente neste ponto que o corpo padece, emitindo sinais de cansaço, angústia, tristeza e outros sintomas tão comentados e observados nos dias atuais. Reflita isso!

Durante aquela noite, os sete discípulos tentaram pescar e não pegaram nada. Mesmo com toda sabedoria e experiência, eles fracassaram. Talvez quando Pedro disse que ia pescar, eles tinham alimentado boas expectativas, mas deu tudo errado. Comparativamente é isso que acontece com muitas pessoas hoje em dia. São experientes naquilo que executam, conhecem o ambiente que atuam, estão confiantes em suas capacidades e qualificações, mas nada está dando certo e vem o fracasso. Sua empresa, outrora muito bem financeiramente, agora está à beira da falência. Sua família, outrora muito bem estruturada, agora parece estar enfrentando um tsumani e sua vida espiritual passa por um momento tenebroso. Se havia prazer nas orações, agora não mais, se meditava na Palavra, agora não tem tempo e se tinha prazer em louvar, agora vive mudo. É o fracasso em sua plenitude. Reflita seriamente sobre isso na sua vida!

Perceba que Jesus aparece naquele cenário e a simples presença de Cristo já mudou o ambiente. Se antes eles tomavam as decisões por si mesmo, agora Cristo se apresenta e passa a coordenar a vida daqueles homens. Cristo passa a ditar as regras e isso é o primeiro sinal de mudança na vida deles: deixar que Cristo tome as decisões! Lembre-se que Cristo tem o poder de trazer transformações e de promover alterações em todas as áreas e acima de tudo, quebrar paradigmas, crenças pessoais e vencer o medo.

“Lançai a rede do lado direito do barco”, ordem de Cristo! Noutras palavras, era como se Cristo falasse aos experientes pescadores: “muda de lado que agora vai dar certo. Muda de lado, porque vocês estão focando no lado errado. Muda de lado porque vocês fracassaram”. Eram pescadores experientes e poderiam até mesmo questionar a ordem, mas compreenda bem que estavam vivenciando um fracasso. Era necessário mudar, quebrar velhas crenças, ideias concebidas e enraizadas por longos tempos. E deu certo!

Entenda que os discípulos aceitaram mudar por proposta de um homem que até então eles não sabiam que era Cristo. Só depois do sucesso na pescaria foi que eles viram que se tratava do Mestre e esse milagre foi motivo de alegria entre eles (Jo 21.6-7). Entenda bem que para terem sucesso naquilo que eles realizavam, foi necessário duas coisas, aceitar a mudança e executar a ordem. Não perguntaram, não questionaram, apenas tiveram a humildade de aceitar a proposta e coragem para executar. Compreenda bem que medo, insegurança e crenças pessoais não podem te imobilizar no seu fracasso. Só vive o novo de Deus quem se dispõe a mudar. Creia nisso!

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 689 vezes
Mais nesta categoria: « VERGONHA SILÊNCIO »

Comentários   

+1 # Ana Patrícia 25-08-2018 18:21
A vontade de mudar tem que vir com a atitude de obedecer.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE