Segunda, 20 Agosto 2018 23:41

SILÊNCIO

Escrito por
Avalie este item
(7 votos)

SILÊNCIO

“Entretanto, o anjo lhe assegurou: Não tenhas medo, Zacarias; eis que a tua súplica foi ouvida. Isabel, tua esposa, te dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de João.” (Lc 1.13).

 

Lucas, amigo de Paulo foi quem escreveu este evangelho e o livro de Atos. Certamente que ele esteve com os discípulos de Jesus coletando informações, pois sua narrativa é rica em detalhes sobre o ministério de Cristo, principalmente quando menciona toda a compaixão do Mestre pelas pessoas e registra os milagres de Jesus (Lc 1.3).

Acima tem-se o versículo que está no bloco da narrativa do anúncio do nascimento de João, o batista. O sacerdote Zacarias oficiava no templo quando recebeu a visita de um anjo, que lhe disse que a oração dele tinha sido foi ouvida e que ele, Zacarias, seria pai de um menino, cujo nome seria João. Espantado com a notícia recebida, Zacarias questionou que tanto ele como Isabel, sua mulher, já eram velhos, portanto, incapazes de gerar um filho (Lc 1.18).

O cristão ora, faz súplicas, clama por bênçãos, por milagres e pela bondade de Deus todos os dias. Nestas orações é quase certo em sua totalidade que ele pede por alguma coisa. Pede para ser curado de uma enfermidade, para ter sabedoria, para ser contratado por uma empresa, pela aprovação em algum concurso, pelo casamento que se aproxima e até mesmo pelo vizinho que está passando por dificuldades. Enfim, o que não falta é pedido e depois de tantos pedidos, ele nem se lembra do que pleiteou. Pense!

Pela cultura judaica, pode-se conjeturar que muito provavelmente Zacarias casou-se cedo com Isabel e vindo de uma família de sacerdotes, passou a oficiar no templo conforme uma escala que teve sua origem muitos anos atrás, nos tempos do rei Davi (1 Cr 24.10). Pode-se imaginar também que passado algum tempo de casado e como Isabel não engravidava, Zacarias tenha orado a Deus, clamando por uma criança que alegrasse seu casamento. “Eis que a tua súplica foi ouvida”, foram os dizeres iniciais do anjo Gabriel que lhe apareceu no templo. Isso conduz ao entendimento que Zacarias tenha orado no passado com essa finalidade.

Saiba que existem tecnologias no comércio de vendas on line que ao clique de um botão, a pessoa escolhe o produto, realiza a compra, faz o pagamento e instantes depois o produto já está a caminho do comprador. Uma logística muito eficiente. Noutro lado, existem pessoas que oram a Deus e já ficam na expectativa de serem atendidos rapidamente. Criou-se na mente do cristão que a oração foi encaminhada, ouvida e que Deus vai atender o quanto antes, aliás, vive-se nos dias atuais o pensamento que tudo deve acontecer rapidamente, inclusive as resposta de Deus para a vida do crente. Ou seja, existem pessoas que possuem o imediatismo como princípio de vida. Reflita sobre o silêncio de Deus!

Não se sabe por quanto tempo Zacarias orou a Deus para ser pai. Para Izabel, o fato de não gerar filhos era um complicador. Ser mãe era uma questão de honra e sem filhos ela tinha muitos motivos de sentir vergonha. Pode-se imaginar o que ela passava com seus familiares e amigas que já tinham filhos. Para o sacerdote Zacarias da linhagem sacerdotal, um filho era o sinal de continuidade no ofício. Tanto para ele quanto para ela havia a necessidade de uma criança no casamento, ou seja, eles conviviam com uma grande ansiedade imposta pela sociedade.

Saiba que Deus ouviu sim, a oração de Zacarias e talvez ele tenha orado por centenas de vezes fazendo o mesmo pedido. E veja que durante todo este tempo, Deus fez silêncio sobre a súplica de Zacarias e não deu nenhum sinal de que ele seria atendido. O incrível foi que ao ser informado pelo anjo que seria pai de um filho, Zacarias cedeu a lógica humana: ele apresentou sua velhice e a esterilidade de Isabel como obstáculos à vontade de Deus. Ele tinha orado, Deus silenciou e quando Deus concedeu a benção, Zacarias não acreditou. Infelizmente ele enxergou só os problemas e por instantes chegou mesmo a desconfiar tanto da benção como do Deus a quem servia!

Lembre-se que durante todo o tempo que Deus silenciou, não há registros que Zacarias reclamou, brigou ou deixou de realizar suas atividades, tanto no templo como sacerdote quanto fora dele. Aprenda, portanto, que mesmo debaixo de circunstâncias desfavoráveis ele continuou fiel ao Pai. Resumindo, aprenda a esperar e continue servindo a Deus, amém?

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 976 vezes Última modificação em Quinta, 23 Agosto 2018 23:08
Mais nesta categoria: « FRACASSO SEM TRAUMAS »

Comentários   

+1 # Ana Patrícia 25-08-2018 18:08
Maravilhoso o texto Pastor, esperar é tão difícil, mas necessário para receber o que Deus tem para nós.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE