Segunda, 24 Dezembro 2018 22:19

CONSEQUÊNCIAS

Escrito por
Avalie este item
(5 votos)

CONSEQUÊNCIAS

 

“Lembra-te, pois, da palavra que ordenaste a Moisés, teu servo, dizendo: Vós transgredireis, e eu vos espalharei entre os povos.” (Ne 1.8)

 

O livro de Neemias, escrito pelo autor de mesmo nome é uma narrativa do período pós-exílio do povo judaico. Provavelmente foi escrito nos ido de 430 AC, quando os muros de Jerusalém ainda estavam jogados ao chão após o ataque das tropas do rei Nabucodonosor. O livro traz a história da reconstrução dos muros, os obstáculos desta empreitada e também um grande avivamento do povo quando o sacerdote Esdras passou a ensinar os mandamentos de Deus em praça pública (Ne 8.1).

A passagem acima está no bloco de versículos em que Neemias após ser informado, foi tocado por Deus para sair da Babilônia e voltar à sua terra com a finalidade de reconstruir os muros que protegiam a cidade (Ne 1.1-10).

O homem possui muitas capacidades, desde as habilidades manuais até mesmo àquelas de cunho intelectual, e dentre essas capacidades, está a de fazer escolhas e tomar decisões. Saiba que o homem aprende passando por situações e experiências, e isso se torna evidente quando algumas escolhas que não foram legais no passado não se repetem mais. Ele aprendeu por meio da experiência adquirida. Pense!

Veja que Jerusalém, outrora uma cidade que recebia tantas pessoas, outrora uma cidade que era o centro religioso do mundo de então, estava arruinada e sem vida. Sem a imponência do templo e sem muros para proteger a cidade, pode-se imaginar que era uma cidade fantasma com poucos habitantes. Tudo isso era justamente os efeitos, ou as consequências de suas ações no passado, que causara tanta dor e desgosto ao povo. Certamente foi este o motivo do lamento de Neemias e de ainda ter caído aos prantos quando para piorar o cenário, soube que seus compatriotas estavam vivendo em miséria e passavam por grande desprezo (Ne 1.3).

Perceba que diariamente o homem toma decisões, escolhe o que alimentar, que roupa vestir, para onde ir e inúmeras outras escolhas. E muitas destas escolhas trazem impactos, ora grandes e ora imperceptíveis, mas o certo é que a todo o momento as pessoas fazem escolhas e tomam decisões que irão influenciar o seu futuro.

Neste contexto, entenda ainda que as pessoas escolhem entre o bem e o mal, entre a vida e a morte, entre as trevas e a luz e obviamente, entre buscar a Deus e não buscar a Deus. São as escolhas do tempo presente que definem e refletem o resultado no futuro, ou seja, aquilo que se planta, é o que será colhido, já ensinava o apóstolo Paulo (Gl 6.8). Incrível, mas existem aquelas pessoas que fazem escolhas equivocadas e chegam a dizer que nada podem fazer, pois “Deus as fez assim mesmo”, ledo engano! Deus nos fez com ótimas capacidades de tomar decisões. Não se esqueça disso!

Por meio da narrativa de Neemias, por que a gloriosa cidade de Jerusalém estava naquelas condições? Seus muros não protegiam mais e estavam caídos, seus portões queimados e jogados ao chão eram o caminho aberto para quem quisesse entrar e sair da cidade, e finalmente o imponente templo não existia mais e seus habitantes, outrora felizes e de bem com Deus, estavam envergonhados e vivendo miseravelmente. A resposta é muito óbvia, Jerusalém estava passando pelas consequências de suas escolhas no passado, quando persistiu na rebeldia e no pecado da idolatria (Jr 25). Reflita nisso!

Deus criou leis muito certas na natureza e na física existe uma norma que diz que toda ação provoca uma reação, ou seja, os efeitos do presente possuem uma causa bem definida no passado. Ação e reação. Atente que por vezes algumas pessoas vivem momentos de extrema alegria e felicidades, enquanto outras passam por problemas angustiantes, mas creia que grande parte das vezes, as pessoas estão vivenciando os efeitos de escolhas decididas lá trás. Os habitantes de Jerusalém viveram algo assim, durante longos anos tomaram decisões erradas, deixando os mandamentos de Deus, praticando toda sorte de idolatria e lembre-se que muitos profetas foram mortos e desprezados justamente por alertarem sobre o perigo deste afastamento. Idêntica situação acontece nos dias atuais, quando a verdade é anunciada a todos, mas infelizmente tem sido relativizada, isso quando não é descartada sob o argumento de ser arcaica e retrógrada. Reflita!

Entenda, hoje e sempre, que o homem é sim responsável por suas escolhas, por suas decisões e que irá sim, vivenciar os efeitos no futuro daquilo que foi decidido no passado em todos os aspectos de sua vida, quer espiritual e quer material. Portanto, use de sua capacidade para aprender sobre causas e efeitos. Pense nisso, amém?

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 1678 vezes Última modificação em Terça, 25 Dezembro 2018 18:12
Mais nesta categoria: « HOLOFOTES DESEJOS »

Comentários   

+2 # Ana Patricia 28-12-2018 14:59
Toda ação provoca uma reação. Não tem como fugir disso.
Graça e paz!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE