Segunda, 08 Abril 2019 14:21

ESPERANÇA

Escrito por
Avalie este item
(3 votos)

ESPERANÇA

“Ora, estando ele a exercer as funções sacerdotais perante Deus, na ordem da sua turma” (Lc 1.8)

 

O versículo acima está inserido no registro de nascimento de João, o batista, filho do sacerdote Zacarias, casado com Isabel. Zacarias era sacerdote e oficiava mediante escala no templo em Jerusalém (Lc 1.5-25).

Lucas, autor deste evangelho tinha formação em medicina, era um homem culto e habilitado como pesquisador e historiador (Lc 1.1-4; Cl 4.14). Embora seu nome não seja citado explicitamente no livro de Atos, ele é reconhecido como autor deste livro, tendo acompanhado o apóstolo Paulo na segunda viagem missionária (At 16.10). Em seu evangelho Lucas apresenta Cristo como o Deus de toda a compaixão e misericórdia, inclusive os relatos sobre as curas e milagres operados por Jesus são por ele bem detalhados.

Uma igreja física necessita de pessoas para fazer funcionar todas as suas atividades. Não há nenhuma possibilidade de uma igreja ser conduzida em todos os seus setores - que são muitos -, sem a presença humana. Grandes ou pequenas, todas as igrejas necessitam de pessoas comprometidas e compromissadas com o serviço de Deus.

Zacarias era casado com Isabel, provavelmente tenha casado jovem e não tiveram filhos. Saiba que naquela época e na cultura judaica um casal que não tivesse filhos era um casal sujeito a receber críticas da sociedade. E muito certamente que a mulher recebia uma pressão maior, uma vez que sem exames médicos para comprovar sua esterilidade, ela se via como responsável pela ausência dos filhos.

A narrativa de Lucas diz que Zacarias entrou no templo para oficiar e queimar o incenso, quando foi abordado por um anjo que lhe deu a notícia de que sua oração tinha sido ouvida e Isabel, seria mãe (Lc 1.13). Perceba que para um casal já velho, com muitos anos de casado, é muito provável que eles tinham clamado a Deus por este filho há anos. Lucas não menciona números, mas pode-se conjeturar que foram muitas orações a Deus para terem uma criança. De maneira similar, muitos casais hoje em dia também oram e pedem a Deus por um filho. Rogam a Deus por algo que eles próprios não conseguem resolver, ou seja, o clamor a Deus é justamente por aquilo que foge da capacidade humana.

Muito comum que as pessoas desejam que tudo em suas vidas deva ser resolvido para “ontem”. Numa época onde a tecnologia da internet agiliza o tempo, atente que o homem tem sido condicionado a dominar o tempo. Tudo o que se planeja é para o minuto seguinte. Nada pode atrasar e esperar em todos os sentidos é um sofrimento eterno, tal a velocidade que as pessoas conduzem sua vida. Para muita gente aguardar um minuto para ser atendido num balcão de loja é sinal de reclamações e até mesmo de atritos verbais. Noutras palavras, o tempo tornou-se inimigo. Pense!

Lucas não menciona o tempo, mas foram muitos anos que Zacarias e Isabel clamaram por um filho, e neste período escutaram e responderam inúmeras perguntas dos amigos e familiares sobre quando Deus os abençoaria com uma criança. Mas enquanto sua oração não era atendida, perceba que Zacarias continuava exercendo sua atividade no templo, ele continuava a oficiar com dedicação, com pontualidade e acima de tudo, com temor a Deus. Não haviam recebido seu milagre, mas estavam firmes na presença de Deus, não se desviaram, não murmuraram nem mesmo quando outros casais eram abençoados por Deus com filhos. Perseverante e compromissado com o oficio sacerdotal, Zacarias continuava como digno representante do povo perante Deus (Lc 1.6; 13). Reflita isso enquanto espera suas promessas!

Traga isso para os dias atuais e reconheça que todos crentes, sem exceção, aguardam uma benção de Deus. Todos clamam pedindo algo. Isso é salutar e mostra que o crente desenvolve sua fé em Deus, não só orando, mas aguardando a sua benção. Todavia, compreenda bem que nem todos são pacientes. Muitos deixam de congregar porque Deus não os abençoou, uns deixam de orar porque Deus está demorando e outros são dominados pela incredulidade porque Deus está em silêncio. E tem aqueles que se aborrecem porque estão acostumados a serem atendidos no mundo secular no seu tempo e não compreendem sobre a vontade de Deus (Mt 6.10). Pense nisso!

O incrível é que Zacarias não abandonou o sacerdócio, não cortou sua devoção e nem parou de exercer suas atividades porque Deus não lhe dera um filho. Contrário a tudo isso, ele ia ao templo, ele queimava o incenso, ele intercedia a Deus pelas pessoas, fazia seu serviço com qualidade enquanto ele mesmo não tinha sido atendido. Pode-se até imaginar que Zacarias viu muitas crianças serem apresentadas a Deus no templo e mesmo assim, Zacarias não perdeu a esperança. Reflita isso na sua vida!

Compreenda bem que ele não perdeu a fé e nem deixou que a incredulidade dominasse o seu coração quando havia motivos para desistir. Noutras palavras, entenda que a esperança anda de mãos dadas com a fé e sem fé, é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). Guarde isso no seu coração.

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 3021 vezes Última modificação em Quinta, 11 Abril 2019 14:44
Mais nesta categoria: « TRABALHO FASHION »

Comentários   

+1 # Nayara Ketully 14-04-2019 20:05
Belas palavras para o nosso dia. Que nunca percamos a esperança
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE