Segunda, 29 Abril 2019 19:43

CONVOCAÇÃO

Escrito por
Avalie este item
(6 votos)

CONVOCAÇÃO

Todavia, Ananias replicou: “Senhor, tenho ouvido vários testemunhos sobre este homem, quantos males tem causado aos teus santos em Jerusalém” (At 9.13)

 

Atos dos Apóstolos foi escrito por Lucas, aliás, trata-se do mesmo autor do terceiro evangelho. Praticamente mais de dois terços da narrativa de Atos envolve dois personagens muito conhecidos do meio cristão, Pedro e Paulo. Lucas esteve acompanhando o apóstolo Paulo a partir da segunda viagem missionária e fez um resumo dos principais acontecimentos registrando a expansão do cristianismo no mundo de então.

Acima tem-se a manifestação de Ananias, cristão e morador da cidade de Damasco, quando em visão, Deus o orientou a deslocar-se até onde estava o fariseu de nome Saulo e lá chegando, ele deveria impor as mãos e orar pelo novo convertido ao cristianismo (At 9.1-15).

O receio faz parte da vida do homem. Muita gente gera receio em suas mentes com base em informações recebidas por meio de outras pessoas e por vezes o receio advém de circunstâncias conhecidas e é tão real que fica mesmo difícil controlar as reações do corpo, como tremuras nas mãos, calafrios e o excesso de transpiração.

Atente que a narrativa de Lucas diz que o então fariseu Saulo estava em diligências para a região da Síria com a finalidade de prender quaisquer cristãos que por ventura encontrasse pelo caminho, mas em certo trecho da estrada ele teve um encontro sobrenatural com Cristo (At 9.5). Saiu desse encontro sem enxergar e foi encaminhado para uma casa em Damasco. Consta que ele ficou naquela casa por três dias, em jejum e oração. Findando este período, Deus ordenou a Ananias que fosse ao encontro dele e orasse com imposição de mãos (At 9.11).

O medo é uma sensação comum para muita gente. Ele gera um estado de alerta provocando a famosa sensação de frio na barriga. Mesmo sendo comum, saiba que existem pessoas que não sentem os mesmos sintomas. Basta lembrar que todo o povo israelita teve medo do gigante Golias, todavia, Davi não teve, lutou e venceu (1 Sm 17.11; 50)

Todavia, diante da fama de Paulo e das circunstâncias de perseguição contra os cristãos, era natural que Ananias tivesse medo de ir ao encontro de Paulo, já que ele era conhecido justamente por prender quem professasse a fé cristã, e certamente que Ananias tinha ouvido falar sobre a morte de Estevão e sobre as atrocidades que Paulo cometia, afinal de contas mesmo naquela época notícias ruins andavam ligeiro. O medo era real e Ananias de maneira corajosa, argumentou isso ao Senhor (At 9.13-14).

Compreenda bem que um dos atributos de Deus é a onisciência. Deus sabia que Ananias ia argumentar alegando o perigo que Paulo oferecia. Interessante que havia outras pessoas cristãs em Damasco que poderiam muito bem serem convocadas para aquela missão, mas Deus quis que fosse Ananias! Ou seja, saiba que existem tarefas que são únicas, singulares e altamente individuais. Deus conhecia o receio de Ananias, mas não passou a missão para outra pessoa. Era propósito do Pai que aquela tarefa fosse realizada por Ananias e nenhum outro. A oração que Paulo iria receber deveria vir da boca de Ananias. Entenda: quando Deus chama, ele sabe das qualificações de quem vai executar o seu propósito. Reflita isso no seu chamado!

Veja que nas reações ao medo, uma triste constatação é o medo paralisar as pessoas. De forma contrária, o que muitos personagens bíblicos fizeram foi se movimentar mesmo diante das dificuldades, eles confiaram e se entregaram nas mãos de Deus e se deixaram ser guiados pelo Espírito de Deus. Foi justamente isso que Ananias fez. Tinha inquietações sim, mas foi e venceu o medo e realizou a tarefa que parecia uma grande irresponsabilidade na visão de muita gente que conhecia o passado de Paulo. Lucas diz que Ananias foi, orou e até cumprimentou Paulo, chamando-o de irmão (At 9.18).

Lembre-se que Deus convocou muitos personagens bíblicos e muitos deles também colocaram argumentos convincentes para não atenderem o chamado, mas o incrível foi que todos eles executaram aquilo que o Pai requereu e debaixo da palavra que foi liberada, todos venceram suas inseguranças, seus medos e se tornaram parceiros e colaboradores de Deus em seus propósitos. Reflita isso no seu chamado!

Saiba que Paulo tocou o mundo com suas ministrações e seus ensinamentos, mas antes disso foi tocado por Ananias. Lembre-se que Deus pode estar te convocando para orar ou impor as mãos em alguém que amanhã será usado para tocar outras pessoas. Portanto, invista em quem Deus está investindo, combinado?

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

 

Ler 1191 vezes Última modificação em Terça, 30 Abril 2019 10:32
Mais nesta categoria: « ESCOLHAS INTERVENÇÃO »

PUBLICIDADE