Domingo, 18 Julho 2021 20:47

EMOÇÕES

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

EMOÇÕES

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” (Ec 3.1)

Conforme os estudiosos e historiadores Salomão, filho de Davi com Bate-Seba escreveu mais de três mil provérbios, abordando diversos assuntos. Dentre esses provérbios, ele escreveu sobre animais, sobre botânica, sobre comportamento humano e sobre relacionamentos pessoais e tantos outros temas (1 Rs 4.29-34).  Muito embora Salomão tenha começado seu governo debaixo das bênçãos de Deus, com humildade e quebrantamento de coração, as narrativas bíblicas demonstram que ele encerrou sua gestão no comando de Israel de maneira totalmente contrária a forma que começou (2 Cr 1.1,7; 1 Rs 11.1-9). Aliás, ele que disse que melhor é o fim das coisas do que o princípio delas, não viveu o seu próprio provérbio (Ec 7.8).

Dentre todas as variáveis da vida, o tempo é justamente a variável que o homem não controla, e nesse sentido, sabiamente, Deus definiu que os eventos acontecem dentro de uma lógica pontual e certeira. Coroa da criação, dotado de inteligência e sabedoria, Deus colocou limites na atuação do homem de maneira que o mesmo homem entendesse suas próprias limitações.

Saiba que a vida em si é repleta de eventos, ora bons e ora  nem tanto assim, mas mesmos com os altos e baixos não se pode negar que esses acontecimentos são benéficos, até mesmo para proporcionar lembranças das experiências passadas e dar forças e coragem no enfrentamento daqueles que virão. Ou seja, eventos do passado atuam de maneira didática nas escolhas e decisões do presente. Creia nisso!

Ao afirmar que existe um tempo determinado para as coisas acontecerem, pode-se inferir que ansiedade humana além de perversa, não tem poder para adiantar eventos. Nessa visão, é consolador entender que os propósitos de Deus dentro da cronologia divina funcionam como antídoto contra a ansiedade de homens e mulheres, aliás, a ansiedade é vista como mal do século, tal o estrago que ela faz em muitos corações. Certamente que buscar atalhos e adiantar processos tem sido a causa de muitos traumas e frustrações e com frequência, o que mais se percebe são pessoas atravessando projetos e criando caminhos alternativos, quando estes ainda não estão inseridos dentro da cronologia divina. Noutras palavras, as pessoas criam situações que não deveriam ser criadas, projetam-se coisas que não deveriam ser projetadas e ao final, o resultado são as desilusões e os desencantos. Pense!

Lembre-se que a narrativa bíblica sobre Abraão, diz que ele era casado com Sara e Deus prometeu a este casal um filho. Sara, ansiosa e sem esperar o tempo determinado da realização da promessa, atravessou a situação e buscou atalhos, colocando na cama de seu marido outra mulher, sua serva Hagar. Essa mulher deu a luz à uma criança cujo nome era Ismael e o resultado dessa precipitação de Sara, foi uma inimizade colossal entre Israel e o mundo Árabe, que perdura até os dias atuais. Trazendo essa narrativa para um termo popular, era como se Sara passasse o carro na frente dos bois. Resumindo, com pressa e agindo debaixo de suas emoções Sara não aguardou o tempo determinado para que o evento anteriormente anunciado por Deus se cumprisse (Gn 16.1-4).

Ainda nesse sentido, Moisés subiu ao monte para encontrar-se com Deus e lá ficou por quarenta dias, todavia ao retornar ao acampamento, viu que o povo não aguentou esperar pela sua volta. Eles pressionaram Arão e este criou um bezerro de ouro para adoração do povo. Aquelas pessoas não suportaram a demora de Moisés e Arão não teve paciência, e semelhante à ansiedade de Sara, Arão também se precipitou, não teve pulso para suportar a pressão do povo e o resultado foi desastroso: criaram um ídolo! (Ex 32).

Comum a estes dois casos, tem-se a ansiedade dominando tanto o coração de Sara como o coração de Arão, ambos agiram com pressa. E hoje o desafio para milhares de pessoas é mentalizar o tempo certo para realizar algo, é ter a paciência para iniciar projetos, desde aqueles de natureza secular como casamento, construção de uma moradia, faculdade e outros de cunho espiritual. Já dizia um dito popular que a pressa é inimiga da perfeição. Reflita!

Compreenda bem que Deus criou o homem e lhe deu inteligência suficiente para ele não se deixar levar pelas suas emoções. Atente por aí afora que centenas de muitas frustrações e desilusões são provenientes de decisões onde a pressa e a ansiedade falaram mais alto (Pv 28.26). Entenda: emoções não controladas andam de mãos dadas com a precipitação e são a causa dos maus resultados, amém? Grande abraço!

Jesus Filho de Deus os abençoe, hoje e sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 175 vezes Última modificação em Sexta, 23 Julho 2021 15:26
Mais nesta categoria: « CORRUPÇÃO SOCIEDADES »

PUBLICIDADE