Quarta, 10 Maio 2017 13:52

CONHECIMENTO

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

CONHECIMENTO

“Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. ” (Jn 1.2)

 

O livro de Jonas foi escrito pelo profeta de mesmo nome e faz parte dos doze livros proféticos, chamados profetas menores. Segundo estudiosos Jonas foi contemporâneo dos profetas Amós e Oséias, e teria sido escrito nos idos de 780AC, bem antes da invasão feita pelos assírios contra Israel (reino do Norte). Sua narrativa é por demais conhecida justamente pela presença de um grande animal marinho que engoliu o profeta, quando este empreendeu fuga, se recusando a cumprir um chamado de Deus.

Conforme informações, aumentou consideravelmente o número de pessoas que cursam ou que já concluíram estudos sobre teologia e depois de formados, pelo menos em tese, essas pessoas possuem mais saberes sobre Deus. Atente que teoricamente, a pessoa recebeu muitas informações, deve ter lido bons livros, estudou a Bíblia e provavelmente deve mesmo ter aprendido algo a mais que a simples maioria do povo.

Veja que existem pessoas que mesmo fazendo cursos teológicos, ouvindo pregações nas igrejas e acumulado conhecimento na área por outros meios, ainda não conhecem Deus, a ponto de se afastarem trilhando por caminhos errados, ou seja, embora sabedores sobre Deus, não o conhecem profundamente. Reflita isso!

Entenda que Jonas sabia sobre Deus, mas não tinha conhecimento do que Deus era capaz de fazer. Jonas sabia sobre Deus tudo aquilo que ele mesmo tinha aprendido, estudando os pergaminhos de sua época ou por meio das tradições orais entre os anciãos, mas Jonas não conseguia dimensionar coisa alguma sobre a capacidade do agir de Deus, sob quaisquer circunstâncias e condições.

Assim como Jonas, existem muitos que sabem de Palavra a Deus, são crentes em Jesus há pouco ou muito tempo, todavia, não conseguem entender que seu poder é infinitamente grande. Assim sendo, o que essas pessoas sabem sobre Deus é algo raso, e essa superficialidade não é suficiente para estimar a onipotência divina (Jr 32.17;27). É justamente essa superficialidade humana que tem causado coragem e ousadia nas pessoas, a ponto de muitos não temerem a Deus e se aventurarem por aí, nas práticas mundanas.

Lembre-se que Davi disse não haver lugar para se esconder de Deus, pois se subisse ao céu, nas alturas das nuvens, lá estaria Deus e se descesse ao mais profundo da terra, lá também estaria o Senhor (Sl 139.8). Neste contexto, perceba que o profeta Jonas ao tentar fugir da presença de Deus, comprovou mesmo não conhecer Deus. Ao ser indagado pelos marinheiros do navio que enfrentavam a tempestade, Jonas respondeu que servia ao Deus que fez a terra e o mar e Jonas fugiu justamente para o mar (Jn 1.9). Essa resposta foi uma forte evidência que Jonas sabia algo a respeito do Deus que fez o céu, a terra e as águas, mas não tinha pleno conhecimento deste mesmo Deus, senão não teria fugido pelo mar. Pense nisso!

Nos dias atuais, muitos apenas sabem de Deus da mesma maneira que Jonas. Sabem sobre Deus pelos livros, pelas tradições, pela leitura desatenta e superficial da Bíblia, por ouvir pregadores ou sabem porque frequentam uma igreja.  Apenas sabem. Esse saber sobre Deus é o que tem levado as pessoas a uma grande incredulidade, que por sua vez contamina outras pessoas, criando um enorme e amplo distanciamento do homem para Deus.

 Diferente do saber, o conhecimento do homem sobre Deus implica na exigência do estabelecimento de uma comunhão, de uma intimidade tal, a ponto de reconhecer a Sua voz quando ELE se manifestar. Implica em possuir sabedoria de forma a não fazer aquilo que o desagrada, o que se entende como uma pessoa obediente e que ama. Trata-se da mesma obediência e amor a Deus que faz o homem se apartar das práticas mundanas e não pecar (2 Co 6.16-17; 1 Jo 4.7-8).

Saiba que o profeta Jonas sabia a respeito de Deus como o Deus da salvação (Jn 2.2) e como o Deus de compaixão (Jn 4.1), mas estava cego no conhecimento e como cego espiritualmente, Jonas não conseguia compreender e conhecer Deus da forma como ELE é, tanto que tentou fugir! Perceba que essa venda espiritual nos olhos de Jonas pode ser comparada com a cegueira do povo de Judá e muito bem retratada pelos profetas do AT. Os judeus daquela época, não acreditavam que o cativeiro pudesse ser uma realidade e continuavam na apostasia, pecando e indo atrás de outros deuses (Jr 25.1-11). Sabiam de Deus, mas não conheciam o Deus de seus antepassados!

Veja que implicitamente, Jonas ensinou que não basta saber de Deus, mas conhecê-lo é mais importante. De forma igual, o povo judeu deixou nas entrelinhas de sua história que não é suficiente saber de Deus, mas conhecê-lo faz toda diferença. Se efetivamente conhecesse Deus, Jonas teria obedecido o chamado e ido a Nínive pregar o arrependimento e assim sua história seria diferente. De igual forma, se bem conhecessem Deus, os judeus não teriam sido deportados para a Babilônia.

Embora falhos e imperfeitos, não procure apenas saber de Deus, mas faça esforços para conhecê-lo mais (Jr 24.7). Amém?

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr 

Ler 791 vezes Última modificação em Quinta, 11 Maio 2017 18:48
Mais nesta categoria: « HONRA CHAMADO »

Comentários   

+1 # Sinvaldo novais 11-05-2017 20:45
Muito boa a leitura realmente é uma verdade que estar dentro das congregações precisamos focar mais no conhecimento e na leitura da palavra de Deus buscando no profundo do conhecimento :lol:
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Ana Patricia 12-05-2017 07:02
Ontem mesmo eu estava pensando nessa intimidade, quantas pessoas que estão sem raizes profundas por falta dessa intimidade, não conhecer a Deus no mais profundo nos leva a agir pelas circunstâncias da vida. Parabéns pelo texto, realmente a igreja está dessa forma.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # massage lyon 22-05-2017 17:45
repondait Kobus, songeant a l'effet qu'il allait produire
sur la petite Suzel avec ce superbe jabot etale sur l'estomac,
et ces manchettes autour des poignets; crois-tu, Katel, que beaucoup de personnes soient capables d'apprecier un tel ouvrage?



massage lyon: http://www.elisacavanna.club
Responder | Responder com citação | Citar
0 # massage lyon 26-05-2017 21:03
Et, des qu'elle fut seule avec le nouveau venu, qui lui avait, lui aussi, baise la main tres respectueusemen t, elle le regarda en silence, longuement, tandis que ses beaux
jeux tendres s'emplissaient de larmes.

my web site - massage
lyon: http://www.elisacavanna.club
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE