Sábado, 25 Maio 2024 07:53

GOVERNO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

GOVERNO

e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono.” (Ap 4.2)

 

Apocalipse é o último livro da Bíblia e foi escrito pelo discípulo João quando este foi deportado para a ilha de Patmos, em virtude das perseguições contra os seguidores de Cristo. Apocalipse retrata as revelações que João recebeu mostrando o final dos tempos. Se nos quatro evangelhos Jesus é apresentado como sofredor, servo e filho de Davi, no livro de Apocalipse ele é apresentado em glória. Embora existam outras passagens relevantes dentro de outros contextos,  a citação sobre Jesus dizendo: ‘Aquele que é, e que era, e que há de vir’, pode ser, na modesta opinião desse escriba, considerado o versículo mais representativo do livro (Ap 1.4). 

O contexto da passagem está na visão que João teve do trono no céu, citando suas características e detalhando que este mesmo trono não estava vazio e que nele, há um assentado que exerce o governo da história (Ap 4.1-6). Reflita!

Veja que ter o controle das coisas é o desejo de todos. Se apropriar do controle da TV, ter o governo do carro nas mãos, ter o controle da reunião, etc, é sinal de poder e autoridade. Todavia, considere que as pessoas não possuem o controle de muitas coisas que elas lidam diariamente. As pessoas não controlam o clima, nem o fluxo do trânsito e todos vivem ao sabor do sobe e desce da economia. Nem mesmo o corpo é controlado, haja vista que num repente entra um vírus e as coisas saem fora do que foi planejado. De forma resumida, as pessoas se veem impotentes e essa impotência causa inquietações e ansiedade. A vida nessas condições se torna um grande desafio. Pense!

Em todo o contexto bíblico, Deus sempre demonstrou seu poder de governo. Isso aconteceu por inúmeras ocasiões e antes das intervenções divinas, Deus sinalizava que ia intervir, ora enviando um mensageiro para dar a notícia e ora usando de meios e circunstâncias do momento para mudar o rumo da história. Essas intervenções foram evidenciadas e registradas tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento, afinal, Deus não mudou (Ml 3.6).

A narrativa de Moisés, mostra que o povo de Israel entrou no Egito devido a um período de fome que atingiu não só o Egito, mas grande parte da Palestina. José, filho de Jacó, cuja história é por demais conhecida era o governador do Egito. Registros mostram que os Hebreus foram oprimidos por mais de 400 anos. Até que Deus, assentado em seu trono no céu se manifestou em favor do povo que ele mesmo escolhera (Ex 3.7-8). Egito era conhecida como a terra de toda permissividade e o povo de Deus era subjugado, e Deus interviu decretando a saída dos filhos de Israel, libertando-os da escravidão e direcionando-os para uma terra onde construiriam uma nação e seriam livres. Ou seja, inobstante a situação degradante que eles estavam vivenciando, Jeová Jirê, o Deus da provisão, o Deus que governa se manifestou e mudou o curso de uma história cheia de sofrimento.

Depois da morte e ressuscitação de Jesus o cenário na Judeia era de tensão e medo. Afinal de contas, o rei Herodes buscando popularidade e aplausos  dos sacerdotes judaicos, desejou prender e matar os cristãos. Naqueles dias, Herodes já havia martirizado Tiago e Pedro era o próximo da lista, todavia, Lucas registrou que a igreja estava em oração (At 12.5). Esse procedimento da igreja somado ao fato que no trono no céu tinha governo, mudou o rumo da história de Pedro. Jeová Jirê, o Deus da providência estava no comando da vida de Pedro, provando ao rei Herodes que o  mundo tem governo. Pedro foi libertado e os planos de Herodes caíram por terra.

Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor, o nosso Deus” (Sl 20.7). Compreenda que ninguém, absolutamente ninguém está isento de enfrentar situações adversas das quais não possui o controle, todavia, todos os cristãos foram ensinados a colocar suas confianças em Deus e não em suas próprias capacidades ou em suas qualificações pessoais. Entenda bem que as pessoas podem viver melhor, sem estresses e ansiedade se permitirem que Deus governe suas vidas. Guarde isso: Acreditando ou não, existe um Deus soberano que possui o controle e coordena todas as coisas, no céu e na terra. Deus sempre se manifestou intervindo nos momentos exatos, numa clara demonstração que o controle de todas as coisas estão em suas mãos. Ter a noção que o mundo não caminha descontrolado nos faz compreender quem Deus é, tem sido e será. Isso mostra sua soberania e gera paz ao coração. Resumindo, quem governa, intervém e quem intervém assina a história. Simples assim! Abraço grande.

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

Ler 523 vezes Última modificação em Sábado, 25 Maio 2024 11:13
Mais nesta categoria: « GUERRAS TERRORISMO »

PUBLICIDADE