Segunda, 19 Novembro 2018 13:50

EXPECTATIVAS

Escrito por
Avalie este item
(6 votos)

EXPECTATIVAS

 

“Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor” (Pv 19.21)

 

O livro de Provérbios foi escrito pelo rei Salomão e todo o seu conteúdo abrange diversos aspectos da vida humana. O livro possui várias afirmações curtas, ora fazendo comparações e ora atestando grandes verdades sobre como o homem deve conduzir sua vida dentro dos padrões éticos, morais e divinos. Conforme os estudiosos, o livro de Provérbios foi sido escrito por volta do século 10 AC, durante reinado do próprio Salomão em Jerusalém. Dentre todos os provérbios, uma ideia que ocupa todo o livro é aquela que diz que “o temor do Senhor é o início do conhecimento” (Pv 1.7)

Com muita frequência se ouve as pessoas falarem que seus projetos pessoais não têm dado certo. Outros já afirmam que até - no sentido de alcance -, conseguem inaugurar algum projeto, mas não conseguem estabelecer. E tem aqueles que fazem planos sensacionais, projetos incríveis, todavia, ao partirem para a execução, aquilo que foi pensado não se transforma em realidade. Resumindo, para uma grande multidão de pessoas que fizeram planos muito bem elaborados, infelizmente, eles não se concretizaram.

Creia que ter sonhos e projetos faz parte do homem, está implícito à existência humana, aliás, um dito popular diz que aquele que não sonhou e nem projetou algo, também não viveu, entretanto, perceba que o homem passou a projetar acreditando em sua própria capacidade de resolução, acreditando que suas qualificações pessoais são potencialmente seguras para sustentar suas realizações, e isso não é uma verdade. Pense nisso!

Saiba que em grande parte das vezes o homem projeta o futuro por meio de suposições, ou seja, ele acredita que estará firme no comando de suas atividades laborais, e o trabalho estará sim, a disposição para ser executado, mas a presença física do homem é uma mera suposição. Poderá estar ou não. O livro de Tiago descortina essa verdade ao declarar que ninguém possui o controle do minuto seguinte de sua existência (Tg 4.14). E é justamente aqui que se verifica serem os planos do homem meras expectativas. Reflita sobre a temporalidade da vida!

Neste contexto as pessoas gostam de fazer comparações entre si e destas análises comparativas elas passam a indagar por quais motivos seus planos não deram certo, enquanto os projetos do outro estão a todo vapor. Creia que Deus se move pelos seus propósitos e não pelos sonhos do homem. Certamente essa é a resposta das inúmeras comparações travadas nas mentes humanas. Os propósitos são do Pai e não do homem e toda vez que os sonhos do homem entrarem em confronto com o propósito de Deus, serão os conselhos do Pai que vão prevalecer (Pv 19.21). Incrível, mas no distante tempo que viveu Salomão, ele entendeu isso com muita propriedade e hoje com toda modernidade e tecnologia, o homem ainda não enxergou essa verdade e sofre por isso. Pense!

Existem casos de pessoas que saíram ilesas de graves acidentes, outros estiveram dentro dos CTI nos hospitais e sobreviveram a enfermidades que eram tidas como incuráveis. A explicação para isso, é que Deus tem propósitos na vida de cada um e essas pessoas, vistas pelos olhos do homem como mais mortas que vivas, estão dentro daquilo que Pai idealizou para suas vidas. Houve uma motivação divina, ou seja, Deus não executa nada de forma aleatória ou acidental. Creia nisso!

Volte sua mente para o século I e compreenda que o sonho dos sacerdotes e príncipes judaicos e até do fariseu Paulo era perseguirem todos os cristãos, mas o que prevaleceu foi o propósito de Deus em usar Paulo para levar o seu nome a todo o mundo de então (At 9.15). Esse era o propósito do Pai e os sacerdotes não acreditavam jamais numa conversão de Paulo, tinham essa expectativa, mas aprenderam a duras penas que no confronto entre os sonhos deles e os projetos de Deus, os projetos de Deus eram superiores.

Traga isso para os dias atuais e entenda que os sonhos do homem são as causas de tantas tristezas, frustrações, angústias, decepções, depressões e tantas outras doenças que afligem a alma humana. São doenças invisíveis, mas estão lá no peito, ardendo e incomodando. Infelizmente o homem ainda teima em competir com Deus, tentando de todas as maneiras impor os seus sonhos como dominantes na relação com o Criador. Muitos ainda não se deram conta, mas vivem no mundo da “achologia” e achando isso ou aquilo, não conseguem ver os projetos de Deus para suas vidas. Saiba hoje e sempre, que enquanto perdurar na mente humana estes pensamentos equivocados, o homem vai sim criar doenças na sua alma e se entupir de remédios, sem saber que a cura está na simples aceitação de que os planos de Deus são prevalentes. Coloque isso no seu coração e lembre-se, hoje e sempre que compreender os propósitos do Pai é ter uma vida equilibrada e de paz (Rm 15.33). Isso já faz a diferença!

Jesus Cristo Filho de Deus os abençoe, sempre!

 

Milton Marques de Oliveira - Pr

 

Ler 988 vezes Última modificação em Sábado, 24 Novembro 2018 18:22
Mais nesta categoria: « PADRÃO FLORES E CHOCOLATES »

Comentários   

+2 # Ana 23-11-2018 22:20
Simplesmente maravilhoso o texto.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE